Estilo de vida e suas finanças

7/12/2016
Dinheiro e exercicio

A cada dia que passa tenho mais clareza do quanto a vida financeira está diretamente relacionada à todas as áreas da nossa vida. Muitas vezes nem nos damos conta disso e as coisas não fluem como gostaríamos.

Ultimamente vinha procrastinando muito para voltar a me exercitar e me alimentar de maneira mais saudável com várias desculpas na ponta da língua: muito trabalho, falta de tempo, crianças, casa.

E assim, os dias, meses e até anos foram se passando. Recentemente determinei que quero chegar aos 40 mais saudável e com mais disposição e fui atrás de algo que me ajudasse nesse plano. Voltei a malhar, retomei com meu professor, comecei a fazer boxe (que estou amando e é excelente para colocar os bloqueios para fora e clarear a mente) e já fazem 3 semanas que sigo nesse ritmo.

Percebi algumas mudanças não somente físicas mas de disposição, ânimo, foco, melhora na insônia... E tudo isso, é claro, afeta o trabalho, a dedicação e os resultados.

Segundo um estudo da Universidade de Michigan: 

“Uma pessoa que possui as habilidades para gerenciar melhor sua saúde é mais propenso a possuir as habilidades para gerenciar melhor suas finanças”

Como isso está relacionado? 

De muitas maneiras, mas vou falar somente de algumas. Fazer exercício regularmente resulta em mais energia para o cérebro, aumenta a capacidade cognitiva e melhora a memória. Além disso, afeta a autoconfiança, ajudando a tomar melhores decisões e a agir para alcançar os objetivos.

Só pensando em tudo isso já bastaria para começar a se mexer, mas ainda tem mais. O autor Jeff Reeves diz que há muitos paralelos entre bons hábitos alimentares e bons hábitos financeiros. Segundo ele:

"Se você não tem a disciplina para dizer não ao junk food, você provavelmente faz um monte de compras por impulso e tem problemas para equilibrar as suas finanças.” 

O autocontrole é fundamental para nossa saúde financeira e também para nossa saúde física. Essa relação faz mesmo todo o sentido. Os períodos que mais gastei por impulso (sim, já fiz isso!) foram aqueles que me alimentei mais com besteiras. 

Outro benefício em cuidar da saúde é diminuir o stress e a tristeza, que são as emoções que mais levam aos gastos excessivos e desnecessários que podem gerar consequências financeiras graves.

A disciplina no exercício também ajuda nas finanças. Para quem está em busca de quitar dívidas, aumentar economias, se organizar para aposentadoria, é necessário ter muita disciplina para manter um plano e chegar ao resultado esperado, assim como no exercício físico regular.

Encontrei vários incentivos para me manter em movimento. Agora não tem mesmo como parar. :-)

Experimente e me conte o que percebeu nas suas finanças cuidando mais da sua saúde ou vice-versa.

Luciana Santos

Consultora Financeira e Coach de Prosperidade para pessoas que buscam viver em paz com sua vida financeira. 

Outros artigos relacionados

Quer falar comigo?